Informações / Notícias
OnyakTech.Novus
0 People Like This Article
0 People Do Not Like This Article
(0 Votes)
segunda-feira, 1 de janeiro de 1900 00:00:00

Saiba o que é amortização de financiamento imobiliário.


Quando se compra um imóvel por financiamento, o banco dá o valor à vista e o cliente tem um prazo para pagar, de forma parcelada, com acréscimo de juros e outros encargos diluídos no período combinado. Amortização do financiamento imobiliário nada mais é do que a quitação antecipada de parcelas.

A instituição financeira receberá dinheiro antes do prazo combinado e vai retirar do montante final, incluindo parte dos juros. “É possível amortizar o financiamento mediante redução do valor das parcelas ou diminuição do prazo total, mantendo o valor das parcelas. Pode ser utilizado o saldo do FGTS, o que é permitido a cada dois anos”, afirma o advogado Donald Donadio Domingues, especialista em Direito Imobiliário.

Gerente comercial da CIPA – Negócios Imobiliários, Gustavo Vianna explica que em qualquer tipo de operação de empréstimo ou financiamento existem algumas formas possíveis para se efetuar o pagamento da dívida, conhecidas como sistemas de amortização.

A amortização financeira funciona por meio de um sistema com modalidades 

Uma delas é por meio da Tabela SAC. A modalidade de parcela atualizada é a mais comum. O saldo devedor vai sendo reajustado pela Taxa Referencial (TR). Pela SAC, as prestações começam mais altas e vão diminuindo no decorrer do contrato. Já a Tabela Price é usada para os sistemas de parcelas fixas, as taxas são mais altas porque não há correção.

Vianna lembra que cada financiamento tem sua conta, e o resultado da amortização vai variar dependendo do valor antecipado e tempo que ainda resta para pagamento. “Se pensarmos somente nos juros que vamos deixar de pagar, vale a pena. Mas para ver se haverá uma economia real, o indicado é consultar um especialista“, pondera o gerente.

Donald Domingues enfatiza que a amortização é um direito do cliente, garantido no Código de Defesa do Consumidor. “É assegurado ao consumidor a liquidação antecipada do débito, total ou parcialmente, mediante redução proporcional dos juros e demais acréscimos. Portanto, o banco não pode recusar a amortização”.

Fonte: ZAP em Casa

AutorZAP em Casa

https://revista.zapimoveis.com.br/amortizacao-conheca/?utm_source=zapimoveis&utm_medium=link-conteudo&utm_campaign=btn-zapemcasa&_ga=2.47161895.1864164975.1557154267-932270311.1510849450&_gac=1.46005590.1554303635.Cj0KCQjws5HlBRDIARIsAOomqA1epF-18fhwbTMrh91RrhQ3Nbw6KaiiLGyQLhLYyABscrk23HkxqnQaAin5EALw_wcB

Comentários
** Nenhum comentário **
Voltar